Agência Alagoas

Secretaria de Estado da Comunicação
Você está aqui: Página Inicial / Notícias / 2016 / 02 / Custodiados do sistema prisional alagoano recomeçam a vida com trabalho
29/02/2016 18h53 - Atualizado em 29/02/2016 18h54
Inclusão Social

Custodiados do sistema prisional alagoano recomeçam a vida com trabalho

Central de Acompanhamento de Penas e Medidas Alternativas acompanha o cumprimento das medidas e oferece uma segunda chance aos infratores
Dezenas de prestadores de serviço estiveram no IBA para conversar com a psicóloga e assistente social da Ceapa. (Foto: Jorge Santos)

Maysa Cavalcante

 

Muito não sabem, mas o trabalho da Secretaria da Ressocialização e Inclusão Social (Seris) não se limita a custódia dos reeducandos do Sistema Prisional, mas também ao acompanhamento das penas e medidas alternativas. Esse tipo de punição é reservada para os crimes de menor potencial ofensivo, aqueles cuja pena ocorre por meio da prestação de serviço à comunidade e/ou prestação pecuniária, não ultrapassando quatro anos.

 

Em Alagoas, esse trabalho é realizado pela equipe multidisciplinar da Central de Acompanhamento de Penas e Medidas Alternativas (Ceapa), formada por psicólogos, assistentes sociais, dentre outros profissionais. Normalmente, as reuniões com os beneficiários acontecem no Fórum Jairon Maia Fernandes, situado no Barro Duro. Mas na última sexta-feira (26), visando aproximar e fortalecer a parceria, a equipe multidisciplinar levou a ação para o Instituto Beneditense Associativista (IBA), no Benedito Bentes.

 

Dezenas de prestadores de serviço estiveram no IBA para conversar com a psicóloga e assistente social da Ceapa. Segundo a psicóloga Emanuelle Melo, o encontro é uma oportunidade para que os beneficiários falem sobre a experiência do trabalho realizado no Instituto. “É importante que eles tenham a consciência que fazemos o acompanhamento efetivo do cumprimento da pena, além de ouvi-los, tornando nosso trabalho mais humano”, afirmou a psicóloga.

 

 

O diretor-presidente do IBA, Edmilson Cordeiro, afirmou que o trabalho realizado entre o Instituto e os beneficiários é uma via de mão dupla. “Há muito respeito no tratamento dado a todos os prestadores de serviço. Fazemos questão que eles sejam tratados pelo nome, possibilitamos que eles participem gratuitamente dos cursos profissionalizantes e com a qualificação, auxiliamos na busca por um emprego. No fim, todos ganham”, explicou.

 

Dentre os cursos ofertados aos beneficiários para a reinserção no mercado de trabalho, estão: auxiliar administrativo, operador de caixa, camareira e informática básica. Essas oportunidades trazem vários benefícios na autoestima dos beneficiários.

 

Para Tyrone Pereira o encontro serviu para relatar sua experiência de trabalho no IBA. “Cheguei para trabalhar sem expectativa, mas fui bem recebido e hoje além de serviço que presto aqui, consegui um trabalho através da ajuda do Instituto. Se não tivesse conhecido o IBA, não estaria trabalhando. No fim, além de reparar o meu deslize com a sociedade, terminei sendo o maior favorecido com o trabalho realizado pela Ceapa e pelo instituto”, declarou o beneficiário.

 

registrado em:
Governo do Estado de Alagoas

(82) 3315.3614
(82) 3315.3615

Rua Cincinato Pinto, 193
Centro
Maceió-Alagoas
agenciaalagoas@gmail.com

© 2014 Secretaria de Estado da Comunicação